Voltar

Notícias

Acompanhe nosso blog
0607

O que percebemos na procura de imóveis na Pandemia

Postado por: Marketing Montante

Em pouco tempo a pandemia mudou a forma como as pessoas vivem, se relacionam e consomem. Essa mudança na rotina das pessoas deve provocar impactos de longo prazo.  A procura por imóveis continuou mesmo na pandemia. Batemos um papo com a Bruna Maciel, gerente de vendas da Excel Consultoria de Imóveis sobre a busca por imóveis nesse momento e como essa análise pode nos indicar uma tendência de compartamento pós pandemia.

Foram identificados dois tipos de procura por imóveis, e um deles já nos dá indícios de um comportamento em ascensão.

 

Mudando de ares

O primeiro tipo de procura identificado são os atendimentos que temos recebido dos nossos portais imobiliários, 80% desses contatos são das grandes capitais procurando residência aqui em São José dos Campos, conta Bruna.

Notamos que a pandemia veio, e com ela grande parte da sociedade teve que se adaptar ao trabalho home office. Essa adaptação proporcionou às pessoas descobrirem que podem morar em uma região do interior com mais qualidade de vida, sem muito transito, poluição e violência.

Segundo a Bruna, hoje com o valor de um apartamento de 2 dormitórios na capital é possível comprar um apartamento de 4 dormitórios, como o Celebrity, com lazer e segurança, tudo isso em uma cidade do interior próximo a capital, como é o caso de São José dos Campos.

Mesmo na pandemia, a demanda de procura por imóveis continua da mesma forma que o mesmo período do ano passado.

 

Buscando Oportunidades na pandemia

O segundo perfil de procura são as pessoas em busca de oportunidades, imóveis mais baratos que o preço de mercado.

O que acontece é que já estamos vindo de uma crise econômica no país, da qual estávamos nos recuperando. Os preços já foram readequados a realidade do mercado, no caso das construtoras os imóveis já estão prontos e muitas procuram flexibilizar ao máximo para não perder venda porém muitas das vezes não é possível uma maior flexibilização.

Uma boa notícia é o credito imobiliário está super atrativo com taxas excelentes e os bancos estão rápidos na aprovação até a assinatura do contrato e liberação do credito, mesmo com o funcionamento limitado por conta da pandemia essa área funcionou muito bem conseguindo atender os clientes, ela nos conta.

A palavra da vez é a reinvenção, do trabalho, da rotina e da forma com que nos relacionamos.

Em questão de procura de imóveis na pandemia, notamos no primeiro perfil, um comportamento de compra que provavelmente ficará a longo prazo.

Primeiro porque muitas empresas  já anunciaram adotarem o home office após a pandemia.  E segundo, porque de fato, as pessoas estão preocupadas ainda mais com qualidade de vida e morar bem.

As oportunidades vão muito além de preço, as pessoas estão considerando condição de pagamento, taxas de créditos reduzidas e a qualidade de vida.

É preciso avaliar com atenção e aproveitar esse momento propício para a compra seja ele por mudar de emprego, realizar um sonho ou para investimento.

Comprar imóvel sempre é um bom negócio! (saiba mais sobre a baixa histórica da selic)

 

Artigos relacionados

26 / 06
Comparativo financiamento

SELIC e o Mercado Imobiliário 2020

Antes de falarmos da SELIC e do Mercado Imobiliário é importante definir rapidamente qual sua importância para a economia de forma geral. Podemos dizer que a Selic (Sistema Especial de…

Ver matéria completa
29 / 05
Bares em Campinas: 11 opções na região do Campo Grande

Bares em Campinas: 12 opções na região do Campo Grande

Bares em Campinas é o que não falta! Afinal, a maior cidade brasileira do interior tem mais de um milhão de habitantes e uma vida urbana bem agitada! Além de…

Ver matéria completa
12 / 01
Cores de tintas para sala: quais os melhores tons para o ambiente?

Cores de tintas para sala: quais os melhores tons para o ambiente?

A pintura é uma das maneiras mais práticas para mudar o visual de uma sala de estar, sem precisar investir em um novo mobiliário. Para escolher as cores de tintas…

Ver matéria completa
Voltar ao Topo